Invista e torne-se sócio

We Bro Pay

We Bro Pay

  • Fintech

A We Bro Pay é uma fintech que desenvolveu uma esteira de serviços financeiros complementares aos corretores, como controle, adiantamento de recebíveis e cobrança de comissões. A We Bro resolve um grande problema das imobiliárias (físicas e digitais): o controle de pagamento aos corretores de imóveis, reduzindo riscos trabalhistas e obtendo vantagens tributárias. No Brasil, são mais de 400 mil corretores de imóveis e mais de 40 mil imobiliárias, que juntos são responsáveis por movimentar mais de R$ 250 bilhões ao ano somente em imóveis novos. A fintech faturou R$ 1,4 milhão em seu primeiro ano de operação, lucrando R$ 300 mil e é a única focada em comissões de corretores no mercado. Com a captação, busca desenvolver um novo produto com receita recorrente e ampliar os investimentos em marketing e equipe comercial.

Maxbot

Maxbot

  • Salestech

A Maxbot facilita a comunicação e rastreabilidade do atendimento via WhatsApp, Telegram e, em breve, Instagram e Facebook, para pequenas e médias empresas (PMEs). A startup apresenta indicadores que apontam exponencialidade, cada usuário gera receita para adquirir cinco novos usuários, além disso, a empresa tem uma excelente margem de lucro líquido e realiza o processo completo, da contratação ao uso, de forma automatizada – por isso, a injeção de capital deve fazê-la crescer bastante rápido. Ainda, possui diferenciais técnicos perante aos concorrentes e atua em um mercado de altíssimo crescimento, sem players dominantes.

Digital Aligner

Digital Aligner

  • Healthtech

A Digital Aligner é uma healthtech DNVB que busca dar acesso – com assinatura a partir de R$ 350 mensais – a tratamentos dentários com alinhadores transparentes. 95% dos tratamentos ortodônticos no Brasil ainda não são realizados com a tecnologia, que já está consolidada no resto do mundo. Através de mentorias para dentistas e assinatura do tratamento para clientes, a startup entrega, de forma 100% digital, tratamentos ortodônticos tecnológicos mais acessíveis e com entrega mais rápida que os concorrentes, operando no Brasil e em Portugal. O negócio apresenta crescimento acelerado, mais que dobrando o faturamento a cada ano: 2019, R$ 230 mil de faturamento, 2020, R$ 1,2 milhão e 2021, R$ 2,95 milhões faturados. O foco de investimento com a rodada será tecnologia, uma das novidades da área será o app, que já está em fase final de desenvolvimento.

Simple&Co

Simple&Co

  • Foodtech

A SIMPLE&CO é uma foodtech que aproveita a capacidade já instalada de restaurantes existentes para construir a maior plataforma de marcas virtuais de alimentação da América Latina. A empresa cria marcas digitais de diversas culinárias e seleciona restaurantes parceiros para as operarem em cada região, trazendo renda extra para os estabelecimentos, sem necessidade de investimentos ou contratações por parte deles. As marcas são criadas a partir da análise de dados de perfil de consumo e tendências por região e operadas exclusivamente por delivery. Além disso, está prestes a lançar uma plataforma com novas funcionalidades para a comunidade de restaurantes parceiros: serviços financeiros, seguros, ferramentas tecnológicas, entre outras. Por trás, dois fundadores experientes que já escalaram empresas e trabalharam como investidores e operadores nos setores de alimentação e tecnologia – eles possuem passagens por Innova Capital (fundo de investimento focado em tecnologia, investido por Jorge Paulo Lemann), Península Participações (private equity de Abilio Diniz) e Falconi (a maior consultoria de gestão do Brasil). Atingiu R$ 4 milhões de faturamento em 2021 e já atende mais de 10 mil clientes por mês.