Finansystech

Plataforma de Open Finance as a Service, pioneira na América Latina ao conseguir os padrões de segurança mundiais de Open Banking.

Fintech
Resumo

Resumo da empresa

A Finansystech, plataforma de Open Finance as a Service, foi pioneira na América Latina ao conseguir os padrões de segurança mundiais de Open Banking (FAPI e CIBA, utilizados mundialmente como padrão regulatório). Com esse diferencial, lançou no mercado o Brick Open Banking Platform, uma plataforma de tecnologia 100% modular, que atende a todo tipo de instituição financeira, dando a elas o necessário para os requisitos regulatórios, e também permitindo estender a solução para novos horizontes de negócios.

Pitch completo da empresa

A rodada da Finansystech na CapTable é constituída na forma de um sindicato de investimento participativo que tem como investidor líder a Darwin Startups, por meio do seu veículo de investimento Darwin Starter Investimentos S.A.

Neste modelo, os investidores se juntam a um investidor líder que possui experiência no investimento em empresas de alto crescimento e está co-investindo nos mesmos termos do que os demais investidores. O investidor líder irá conduzir a interlocução entre a empresa e os investidores, apoiando os processos de governança e apoiando os empreendedores com seus principais desafios. Como contrapartida, o investidor líder recebe uma taxa de performance sobre o lucro dos demais investidores da oferta - caso o retorno sobre o investimento seja positivo.

Mais informações sobre o sindicato de investimentos e sobre a Darwin Startups estão nas Informações Essenciais da Oferta, em anexo ao final da página.

Entenda mais sobre investimentos via sindicato

 

DESTAQUES CAPTABLE

Time:

O time de gestão foi um dos destaques na seleção da Finansystech. Todos com elevada experiência técnica no segmento. Engenheiros de software e analistas de sistemas, mas também com bagagem no mercado financeiro, atuando em bancos, incluindo participação na estruturação do Open Banking, representando a Associação Brasileira dos Bancos.

Crescimento:

A Finansystech, apesar de pouco histórico, já apresenta boa tração, com faturamento importante e bom pipeline comercial de curto prazo.

Investidor anjo:

A Finansystech tem como seu primeiro investidor anjo Antônio Nuno, CEO do Banco Cetelem (BNPP Personal Finance Brasil), onde atuavam Danilo e Renan, sócios fundadores da Finansystech. Portanto podemos ressaltar o fato do primeiro investidor ser um profundo conhecedor do mercado, das suas dores e oportunidades, além de conhecer muito bem o time de fundadores.

Mercado:

O mercado de open banking ainda é muito recente e ainda não possuem métricas consolidadas que atestem o tamanho do mercado. Ainda assim, existe uma perspectiva por parte de especialistas que esse mercado seja seguro e com alto crescimento, uma vez que é regulado pelo Banco Central e tem uma resolução com obrigatoriedade de adesão até 2022.

 

O Open Banking promete ser uma revolução no sistema financeiro brasileiro. Para implementá-lo as instituições financeiras precisam de sistemas que se comuniquem através do protocolo. Para isso a Finansystech desenvolveu uma plataforma – a Brick Open Banking Platform – que permite que as instituições escolham os módulos que melhor atendem às suas necessidades. O grande diferencial da solução é que ela atende aos padrões de segurança mundiais de Open Banking: FAPI e CIBA, padrões regulatórios reconhecidos mundialmente.

De acordo com estudo realizado pela consultoria internacional Bip, 95 instituições no total já deveriam estar operando na fase 3 do Open Banking Brasil. Somente 23 delas, no entanto, possuem certificação de segurança dada pela OpenID, um dos requisitos obrigatórios exigidos pelo Bacen.

Isso significa um gargalo de 72 organizações. 

Com quatro meses de operação, a Finansystech já possui nove clientes do mercado financeiro, dentre eles a Sicoob, gigante do setor de crédito. E para os próximos 12 meses, a fintech já possui contratos que totalizam um faturamento de R$2,4 milhões.

 

SOBRE A FINANSYSTECH

1-abertura-fechamento

A Finansystech é a provedora de tecnologia para o mundo financeiro mais acessível e alinhada às necessidades do mercado. Alinhamos tecnologia aberta com conhecimento de mercado. Nossa plataforma pode ser instalada em qualquer ambiente: temos a oferta na versão On Premisses, instalação proprietária, e em Nuvem, sendo que a versão em nuvem pode ser instalada nas principais nuvens de mercado, como Google Cloud, Microsoft Azure e Amazon Web Services.

Além da flexibilidade de infraestrutura, nossa solução é modular, ou seja, os nossos clientes podem optar pelos módulos que melhor se adequam a sua estratégia de Open Banking.

Com esses módulos, temos o pacote regulatório, do qual está contido tudo que é necessário para participar no Open Banking Brasil e no mundo. Nesse pacote estão os seguintes módulos:

  • Gestão do Consentimento;
  • Segurança de Identidade com FAPI/CIBA. Integrado com qualquer gestor de identidade existente;
  • Gateway de APIs;
  • Governança de APIs;
  • Portal do desenvolvedor;
  • Aplicativos mobile para teste e bibliotecas de aceleração de desenvolvimento de TI;
  • Integrações pré-moldadas para Core Bancário (Conectores PIX, ISO-8583, CICS, Java e outros);
  • Mecanismo de relatórios do Banco Central, obrigatório para os participantes.

Após estar aderente aos aspectos regulatórios, nós auxiliamos nossos clientes no caminho de transformação, chamado “Além do Regulatório”. Essa proposta é um conjunto de ações que somam consultoria especializada em negócios e tecnologia.

Nesse programa, nós realizamos uma revisão geral da estratégia do cliente e alinhamos com os novos horizontes do Open Banking. Com isso, adicionamos propostas de módulos adicionais, do qual os clientes recebem de forma automatizada, sem precisar destinar mais infraestrutura ou novo projeto de instalação.

O principal benefício dessa abordagem é que damos aos nossos clientes duas razões para manter a nossa plataforma. Primeiro, entregamos constantemente novas soluções que adicionam valor agregado para suas estratégias e, segundo, através disso eles geram novos negócios, e utilizando uma expressão mais comum, pagam a conta da aquisição da plataforma e gera lucros para o nosso cliente.

F-captable-capa-quadros-01

1. PROBLEMA

problemas

Lock-in de tecnologia dos principais players de Open Banking

Nós percebemos que as principais tecnologias vendidas no mundo do Open Banking, Brasil e exterior, eram especializadas em linguagem de programação e solução, por isso elas geram uma dependência forte entre a instituição e o provedor de tecnologia.

Dificuldade de integração com sistemas de Core Bancário

As tecnologias disponíveis para Open Banking foram construídas recentemente, porém o mercado financeiro opera a dezenas de anos, e dada a abrangência de produtos bancários no open banking, muito dos seus sistemas possuem idades avançadas, com linguagens de programação ultrapassadas ou sem suporte. Assim, integrar com esses sistemas não é tarefa fácil, podendo inclusive inviabilizar o projeto.

Custos e complexidade de projeto

É conhecida a frase "colocar complexidade para vender facilidade". No mundo de soluções Open Banking, os principais players imputam uma complexidade do qual as instituições passam a pagar altos valores para superar um problema que talvez não exista, e além disso, se limitam aos aspectos regulatórios, o que por sua vez representa apenas custo para as instituições.

nosso-produto

 

2. MODELO DE NEGÓCIO

modelo

O modelo de negócio é composto por duas fases principais, primeiro o setup e em seguida a subscrição.

O setup é cobrado em até 3 parcelas, uma única vez por contrato. No setup é realizada as atividades de implantação da plataforma para o cliente em dois ambientes, sandbox e produção. O sandbox é utilizado para homologar a solução, integrações e demais atividades não produtivas, e a produção é uma réplica funcional do sandbox, porém com dados reais e integrações com os sistemas produtivos.

A subscrição é um valor recorrente mensal, cobrado a partir do 2º mês de contrato, do qual corresponde a garantia de que o cliente receberá sempre as atualizações da plataforma para suprir necessidades regulatórias (atualizações de definições do Open Banking Brasil), e também atualizações funcionais, como novas funcionalidades ou inovações.

De início, a subscrição regulatória garante acesso a alguns módulos, porém ao longo do tempo, conforme lançamentos, o cliente recebe oferta de novos módulos, tal como o módulo de gestão de carteira digital, que caso ele queira, ele receberá um pacote novo em sua plataforma (100% automatizado, não precisa realizar novo setup) e passará a pagar uma subscrição adicional no próximo vencimento de fatura.

Adicionalmente ofertamos consultoria especializada em negócios para Open Banking, do qual somamos o conhecimento de mercado e tecnologia para elaborar um caminho estratégico assertivo para o cliente, fazendo com que ele fique mais próximo do êxito de fato.

Por fim, dado que trabalhamos em parceria com as nuvens, realizamos trabalhos estratégicos para que as nuvens reconheçam a importância da plataforma e por consequência somos bonificados pelo aumento de infraestrutura dos clientes, que aumentam os seus contratos com as respectivas nuvens de infraestrutura.

  • Setup da Plataforma;
  • Subscrição de Módulos.

 

3. MERCADO

F-captable-capa-quadros-02

O mercado atual da Finansystech é o mercado de tecnologia de instituições financeiras. Segundo o Gartner, em 2019, os CIOs declararam orçamentos de TI em torno de 10 milhões de reais. Considerando que em fevereiro de 2022 tenhamos cerca de 130 instituições financeiras no Open Banking, entendemos que o TAM é de 1.3 bilhões de reais. Dentro desse orçamento, estima-se em média 800 mil reais para Open Banking e iniciativas relacionadas, o que nos dá um SAM de 104 milhões de reais. Considerando que a Finansystech vai além do regulatório, dando outras funcionalidades agregadas, entendemos que o SOM é o mesmo volume do SAM.

Ao realizar uma simulação do mercado de Open Finance, incluindo Open Insurance e Open Investments, o espectro é ainda maior, pois o número de participantes é multiplicado por 10. Todavia, para o momento atual consideramos o cenário conservador do Open Banking.

Concorrência

Analisamos os concorrentes em duas perspectivas, primeiro sobre a ótica do “Open”, ou seja, perceber quais empresas estão trabalhando os universos de Open Banking, Insurance e Investments. Na segunda perspectiva, verificamos quais possuíam ofertas de solução regulatória, solução para iniciação de pagamentos, solução de agregação de dados, e solução com outras funcionalidades além das citadas.

Conforme as imagens, percebemos que a Finansystech é a única a se posicionar na cobertura de todos as perspectivas, isso é possível devido a capacidade de modularização é porque a nossa solução permite realizar modificações que atendam particularidades de outros ecossistemas, como o consentimento de Open Insurance, que apesar de parecido com o Open Banking, deverá ter outros pontos particulares.

concorrentes1-001

concorrentes2-png-001

4. A EMPRESA

A Finansystech nasceu do incômodo do Danillo Branco com o mercado de tecnologia para o Open Banking, visto que ele que contratava serviços de tecnologia e que percebeu que havia um espaço em termos de melhores ofertas de funcionalidade e possibilidade de praticar preços mais acessíveis. Junto com ele, outros técnicos e especialistas se juntaram, e assim decidiram fundar a empresa.

Antes da fundação formal, em processo de saída do seu emprego no Banco Cetelem, Antônio Nuno, então CEO do Banco, conheceu o empreendimento e decidiu ser investidor anjo da iniciativa.

Dessa forma, em Junho de 2021, a Finansystech iniciou suas operações e em menos de 3 meses já possuía 9 clientes do mercado financeiro, dentre eles a gigante cooperativa de crédito, Sicoob.

Após movimentos recentes, a Finansystech já possui cliente na linha de consultoria de negócios com a bandeira ELO, e está em vias de lançar no mercado uma parceria estratégica para o mercado de seguros.

Apesar da operação recente, a Finansystech é reconhecida mundialmente pelas suas capacidades técnicas, pois possui certificações de segurança tal como grandes players de mercado, possui solução reconhecidamente inovadora e aderente aos mais novos padrões de TI, e soma tudo isso com a visão de mercado, recebendo sempre elogios pelos seus clientes por ajudá-los nas suas estratégias de longo prazo.

Em termos de resultado, a empresa já possui contratos que somam quase 3 milhões de reais em faturamento para os próximos 12 meses, sendo que o seu custo operacional reduz mês a mês, conforme o indicador de setup.

Em 08 de novembro de 2021, foi divulgado pela Exame, um dos veículos de comunicação sobre negócios mais renomados do mercado, sobre a Finansystech e o seu posicionamento de mercado. A matéria foi orgânica, sem nenhum tipo de patrocínio ou incentivo publicitário para a Exame.

Com isso, marcamos um novo ponto da Finansystech, do qual iremos realizar com a captação mais ações de divulgação, visto que com a estrutura atual estamos prontos para crescer rapidamente.

Em paralelo, Danillo Branco, CEO da Finansystech, tem participado ativamente de outros fóruns do mercado, tanto no Brasil como no mundo, levando a marca para pontos que pretendemos explorar no futuro próximo.

Atualmente estamos em plano de expansão dos módulos, construindo novos módulos para atender as necessidades dos nossos clientes e por consequência aumentar os valores dos contratos atuais.

Para novos contratos, temos firmado parcerias estratégicas, como a ABBC, uma das maiores associações de bancos do Brasil e com a Fenasbac, órgão ligado ao BACEN que fomenta a inovação e é referência no mercado.

Além disso, estamos investindo em associações com grupos de referência em Open Banking no mundo, como a FDATA, e a OBE, Open Banking Excelence.

A Finansystech entende que o seu papel é muito maior do que só prócer tecnologia, temos a inclusão no nosso DNA. Por isso, vemos que grande parte dos nossos clientes ficarão interessados em permanecer nesse ecossistema gerado por nós, pois assim eles sempre estarão aderentes ao mercado e poderão manter os seus focos no que realmente importa, os seus negócios.

Veja sobre a Finansystech na Exame!

Equipe

Diversidade está no nosso espírito! Nossa equipe conta três nacionalidades diferentes, colaboradores de 21 à 50 anos, dois triatletas e um DJ.

Um time multidisciplinar com mais de 25 anos de experiência e histórico comprovado em tecnologia financeira.

estrutura

Resultados

resultados

metricas

Equipe

Danillo Branco

CEO

Empresário aos dezesseis anos, iniciou no mercado de tecnologia como consultor de TI em bancos, farmacêuticas e telecom. Como bancário, fez parte do programa de Trainees do Banco Bradesco, teve passagem como prestador de serviços em outros bancos e no Banco Cetelem, representou a cadeira da ABBC no GT de Arquitetura do Open Banking Brasil. Apaixonado pelo mercado financeiro e por tecnologia, seguidor e participante de movimentos de Open Banking e desenvolvimento de soluções open source. Atualmente fundador e CEO da Finansystech, a primeira Fintech Brasileira dedicada para construir uma Plataforma de Open Finance as a Service totalmente Open Source, persegue o ideal de colaboração entre as pessoas e entidades através da tecnologia.

Diogo Kulaif

CTO

Engenheiro de software, formado pela Mackenzie, com vasta experiência no mercado de tecnologia, já passou por grandes empresas como IBM, Capgemini, entre outras. É empreendedor apaixonado por tecnologia e junta o melhor dos dois mundos em sua atuação. Hoje, é CTO na Finansystech e vem contribuindo com sua expertise técnica e de negócios para criar um Open Finance para todos.

Renan Satake

COO

cientista da computação, formado pela USP, tem extensa experiência em operações. Vem de grandes empresas do ramo de comunicação e bancário, atuou na Accenture e Banco Cetelem, entre outras. Sua atuação o levou à liderança de equipes e hoje, na Finansystech, é Diretor de Operações, trabalhando diretamente com os clientes, proporcionando a melhor forma de utilizarem os recursos que a Finansystech oferece nas estratégias de Open Finance.

Investidores

Antônio Nuno

Investidor Anjo

Nuno nasceu em Lisboa, Portugal e é licenciado em Administração e é CEO do banco Cetelem (BNPP Personal Finance Brasil) desde março de 2018 e foi CFO do banco (e da América Latina). Nuno é responsável pela liderança, gestão e controlo dos planos e estratégias de negócio da empresa, estabelecendo a visão global e as directrizes locais que garantem a concretização dos planos corporativos com qualidade de serviço aos parceiros e clientes e também garantindo a segurança e o desenvolvimento dos funcionários da empresa. Antes disso, Nuno foi CFO do GE Capital Bank Brasil desde julho de 2008 e antes morou 3 anos e meio na Cidade do México, trabalhando para o GE Capital Bank Mexico. Ele próprio desportista, Nuno é um defensor das causas ambientais e da sustentabilidade, diversidade e inclusão, tendo implementado várias iniciativas no BNPP PF Brasil.

Darwin Startups

Investidor Líder

A Darwin Startups é uma aceleradora de startups e uma comunidade de pessoas empreendedoras, mentores (as), investidores (as) e grandes corporações. Atua desde 2015 no mercado empreendedor com o objetivo de ajudar estrategicamente no desenvolvimento de startups. No seu programa de aceleração, eleito o melhor do Brasil por três anos consecutivos pela ABStartups (2018, 2019, 2020 e 2021),  já acelerou mais de 70 startups durante dez ciclos. Possui uma vertical com foco em mercado financeiro e outra com foco no varejo, sendo esta em parceria com o Distrito, o Retail Scale. Além disso, a empresa lançou duas spin-offs: HARDS, aceleradora com foco em hardware+software e a Origem by Darwin, foco em programas de capacitação empreendedora.

R$ 1.000 de investimento mínimo

As sociedades empresárias de pequeno porte e as ofertas apresentadas nesta plataforma estão automaticamente dispensadas de registro pela Comissão de Valores Mobiliários - CVM. A CVM não analisa previamente as ofertas.

As ofertas realizadas não implicam por parte da CVM a garantia da veracidade das informações prestadas, de adequação à legislação vigente ou julgamento sobre a qualidade da sociedade empresária de pequeno porte. Antes de aceitar uma oferta leia com atenção as informações essenciais da oferta, em especial a seção de alertas sobre riscos.

Oportunidades que também podem te interessar

Selecionamos outras startups com alto potencial de retorno com base no seu segmento de interesse.

Cowmed

"Já pensou como seria a produção de leite se as vacas falassem? A Cowmed é uma empresa especializada em dar voz às vacas: desenvolveu uma coleira capaz de monitorar em tempo real tudo que elas fazem ao longo..."

Datasales

"A Datasales é uma plataforma SaaS de automação de marketing end-to-end para supermercados, açougues, hortifrutis, farmácias e outros negócios de recorrência."

Retailtech
Zenit

"O Zenit é um app de práticas de saúde integral e mudança de hábitos. A healthtech já ultrapassou os 40 mil assinantes ativos na modalidade de venda direta ao consumidor (B2C) e começa a tracionar o modelo d..."

Healthtech
Ciclo Orgânico

"Maior serviço de coleta de resíduos orgânicos para compostagem por assinatura do Brasil."

Cleantech
Eirene Solutions

"Reduz e controla o uso de agroquímicos dos sistemas de pulverização através do SaveFarm."

Auster

"A Auster é uma agritech especializada em recomendação de fertilizantes nitrogenados, que hoje correspondem a mais da metade de todo o fertilizante produzido no mundo."

Sensix

"A Sensix reduz em até 70% os custos com químicos e fertilizantes e aumenta em 20% a produtividade das lavouras, integrando dados de drones, satélites, amostras de solo, chuva, produtividade e maquinários e ..."

Recicla.Club

"A Recicla.Club é a primeira startup de gestão de resíduos por assinatura do Brasil. Com a solução, empresas podem terceirizar todas as atividades relacionadas a resíduos assinando um único plano. Atende gra..."

Cleantech
InovaPictor

"Automatiza o registro de marcas e patentes de forma acessível e simplificada."

Legaltech
Simple&Co

"Foodtech que aproveita a capacidade já instalada de restaurantes para construir a maior plataforma de marcas virtuais de alimentação da América Latina."

Leigado

"Agtech que desenvolveu um sistema completo de gestão da propriedade para redução de custos e aumento da produtividade da cadeia leiteira."

Capital Empreendedor

"Marketplace de crédito empresarial que nasceu para democratizar o empréstimo para o micro, pequeno e médio empresário."

Serall

"Startup que desenvolveu tecnologia proprietária baseada em nanomateriais para desenvolver polímeros para atender as demandas das indústrias 4.0."

Indústria 4.0
Food To Save

"Foodtech ESG que transforma o desperdício de alimentos em oportunidades de negócio"

Digital Aligner

"Healthtech DNVB que promove acesso, com custo menor, a tratamentos dentários com alinhadores transparentes, inclusive via assinatura."

Healthtech
Health ID

"Plataforma de saúde preventiva através de At Home Lab Tests que permite fazer diversos check-ups de saúde com poucas gotas de sangue."

Healthtech
Mercado Radar

"Startup de modelo SaaS que faz os vendedores do Mercado Livre venderem mais"

Retailtech
Quadrado Express

"Retailtech que oferece implantação e tecnologia de micromarkets para condomínios."

Retail Tech
Hiperdados

"Proptech/construtec SaaS que aumenta a rentabilidade e eficiência de empresas de incorporação imobiliária e construção civil."

Veriza

"Fintech que oferece microcrédito para grupos de microempreendedores de forma 100% digital."

IFriend

"Traveltech que oferece experiências turísticas conectando viajantes e guias turísticos do mundo inteiro."

Travel Tech
Pomartec

"SaaS para fruticultura de precisão, simplificando a gestão de pomares, reduzindo perdas e aumentando a sua produtividade."

Dúvidas frequentes

Para viabilizar o seu investimento, será utilizado um contrato de nota conversível em ações. Esse contrato é muito comum no mundo empresarial e amplamente reconhecido juridicamente.
O investimento em participação em empresas sempre envolve risco, seja nas iniciantes, nas escaláveis ou até mesmo nos grandes negócios que já estão na bolsa de valores. Por outro lado, podem ser muito rentáveis. Dessa maneira, é necessário mensurar corretamente o risco e entender de forma clara quais as variáveis que impactam o seu investimento. Seu investimento pode resultar em uma das seis possibilidades a seguir: 1. Você decide vender sua participação no Captable Marketplace. 2. A empresa da qual você é investidor é comprada por outra antes de completar 5 anos da data do seu investimento. Nesta situação, você receberá a sua parte, proporcional ao percentual investido. 3. Sua empresa recebe um novo aporte e você poderá ser diluído. Lembrando que isso é bastante comum no mundo das startups, e não deve ser considerado algo negativo, pois por mais que você seja diluído, o fato de receber um novo aporte provavelmente aumentará o valor da empresa e, consequentemente, sua participação. Nessa situação, é bastante provável (a serem preenchidos alguns pré-requisitos estabelecidos no material da oferta), que a empresa seja transformada em uma S/A, e sua nota será convertida em ações. Assim, você passará a receber dividendos e a usufruir da valorização do negócio. 4. Após o prazo de 5 anos obrigatoriamente a empresa se transforma em S/A. Sua nota será convertida em ações e você passará a receber dividendos e a usufruir da valorização do negócio. 5. Você opta por receber seu investimento corrigido por um percentual pré-definido do CDI (percentual informado no material da oferta). 6. Empresa quebra e seu investimento se perde. Investir em empresas escaláveis é arriscado, e esse cenário deve ser considerado. Entretanto, utilizamos de vários artifícios para mitigar a chance de isso ocorrer.
Como forma de aumentar as chances de que os negócios nos quais você vai investir sejam bem sucedidos, somente aceitamos empresas que já tenham superado o MVP (Minimum Viable Product ou Produto Mínimo Viável) ou seja, empresas que já modelaram e validaram o seu produto/serviço no mercado e atestaram a existência de demanda, já possuindo uma base clientes. Em outras palavras, são aceitas apenas empresas cujo produto ou serviço é comprovadamente desejado pelo mercado, e que necessitam de capital para investir nas novas etapas do desenvolvimento do negócio. Depois de superar esta primeira etapa, é fundamental que ela seja aprovada por um de nossos escritórios de contabilidade parceiros. Desta forma, garantimos que a contabilidade da empresa está correta e que os dados apresentados são verdadeiros. Além disso, ajudará a validar e garantir que a prestação de contas pós-captação seja sempre atualizada. A partir dessas etapas, poderemos medir o potencial do negócio, bem como trazer mais segurança para o investidor. Somente após superar esse processo de avaliação a empresa poderá participar da Captable e arrecadar recursos junto aos nossos usuários. Além disso, este processo gerará um laudo de avaliação sobre a contabilidade da empresa este estará disponível publicamente na página de captação.
Através da Captable, você tem acesso a empresas previamente selecionadas, com potencial de crescimento e valorização já testados pelos nossos parceiros. Você tem a possibilidade de obter alto retorno através do investimento em títulos conversíveis em participação das companhias. Na Captable, os valores mínimos de investimento são menores do que em outras modalidades de investimento em startups. Assim, não é necessário possuir alto patrimônio para obter uma participação. Além disso, você ganha a possibilidade de dividir o seu capital disponível para investimento entre várias empresas, fomentar diferentes negócios e mitigar o seu risco através da diversificação. Por fim, você acompanha indicadores de performance dos seus negócios em um dashboard único, o que facilita o monitoramento das suas empresas e a gestão do seu portfólio de participações.
É uma das possibilidades. Das 5 opções de resultado do seu investimento, em duas delas você se torna sócio de uma empresa S/A: Após o prazo de 5 anos obrigatoriamente a empresa se transforma em S/A. Você converterá a sua nota em ações e passará a receber dividendos e a usufruir da valorização do negócio. Sua empresa recebe um novo aporte e você poderá ser diluído. Lembrando que isso é bastante comum no mundo das startups, e não pode ser considerado algo negativo, pois por mais que você seja diluído, o fato de receber um novo aporte provavelmente estará aumentando o valor da empresa e, consequentemente, apreciando a sua participação. Nesta situação, é bastante provável (a serem preenchidos alguns pré-requisitos estabelecidos no material da oferta), que a empresa seja transformada em uma S/A, e você converterá sua nota em ações. Assim, você passará a receber dividendos e a usufruir da valorização do negócio.
Por motivos de segurança do investimento, a conta bancária responsável pela custódia dos valores durante o período de captação não é operada nem pela Captable e nem pela startup em captação, e sim por uma instituição de pagamentos, a qual atua como um agente independente neste processo. Por conta disso, as confirmações de recebimento dos valores estão sujeitas aos relatórios enviados pela instituição de pagamentos, o que ocorre periodicamente. Dessa forma, consideramos o prazo de 2 dias úteis para aprovar o seu depósito. Se a sua transferência ainda está dentro deste período, por favor aguarde.
Não. O risco do investimento limita-se ao capital investido. Num primeiro momento, você é um credor da startup, não tendo responsabilidade sobre eventuais dívidas da empresa. Você somente se tornará sócio da empresa quando esta virar uma S/A, fato que protege o investidor, já que o máximo que será requerido do investidor será o valor de sua participação na empresa (o mesmo que ocorre em investimentos na Bolsa de Valores).
Sim, todo o processo de investimento é on-line. São apenas 4 passos para concluir a sua reserva. Depois, basta você realizar um PIX/TED/DOC de uma conta de sua titularidade, no valor reservado. Após isso, esperar até dois dias úteis para que o seu depósito seja validado. Por último, depois de concluída a captação você receberá em seu e-mail a orientação para assinatura do contrato de investimento, que será online também. O contrato ficará disponível após assinatura no nosso painel do investidor que também é onde ocorre o acompanhamento da startup, com alguns indicadores que serão atualizados mensalmente e outros semestralmente.
Não, você não terá que se envolver. Você é apenas um investidor e receberá as informações do que está acontecendo via painel do investidor.
Caso a startup atinja ⅔ da meta, a captação já será considerada bem sucedida e, mesmo que a startup não atinja a íntegra da meta de captação, ao final da captação os títulos de investimento serão emitidos e o valor será repassado para a startup. Caso a captação chegue à sua data limite com menos de ⅔ captados, ela não será considerada bem-sucedida, e a Captable devolverá o dinheiro dos investidores que já tiverem feito os aportes. Neste caso, o prazo para devolução dos recursos é de 5 dias após o término da captação.