Lovin' Wine - Follow-on

A Lovin Wine oferece vinhos e espumantes premium em lata, que podem ser desfrutados como e onde os amantes de vinhos quiserem. Com um novo foco, vendendo para grandes varejistas e distribuidores, a Lovin’ conquistou canais relevantes com o Grupo Pão de Açúcar e distribuidores homologados pela Campari. As novas iniciativas têm maior margem e fizeram a Lovin’ atingir o break-even no segundo e terceiro trimestres, sendo um negócio lucrativo.

Projeto atualizado em: 30/01/2024 17:55
Foodtech
Resumo

Resumo da Empresa

Essa captação ocorrerá através de oferta pública de ações a serem emitidas pela companhia. Então, após a finalização da rodada, assinatura de todos os documentos e registro na Junta Comercial, o investidor já será acionista da empresa.

* O número de ações e o valor da ação poderá variar de acordo com eventual desdobramento de ações necessárias para atender o percentual de referência exato de cada um dos investidores, incluindo-se os das rodadas anteriores realizadas na plataforma pela Lovin'. O que é assegurado ao investidor é o percentual de participação, visto que é inviável calcular previamente o número de ações emitidas na conversão em S.A. já que ainda está em aberto a conversão de mútuos anteriores de outras ofertas públicas.

A Lovin' Wine oferece vinhos e espumantes premium em lata, reconhecidos pela qualidade, branding elegante e praticidade. Nossos produtos foram criados para atender às preferências de cada cliente, podendo ser desfrutados diretamente na lata, em taças, com ou sem gelo, e até mesmo utilizados em drinks. Observando a crescente demanda por comodidade e qualidade na preparação de coquetéis, identificamos uma oportunidade valiosa para simplificar a criação de bebidas populares, como o Aperol Spritz, uma tendência em ascensão em todo o mundo.

Em razão do nosso modelo inicial DNVB, temos acesso e controle à toda experiência do cliente, desde a sua captação até a distribuição final do produto. O consumidor acessa o nosso site e em poucos dias seus packs chegam no destino indicado.

Após apresentarmos ao mercado nossa marca exclusivamente pelo digital, com forte trabalho de branding, posicionamento e construção de valor, fortalecemos a expansão no offline, que encerrou o ano de 2022 com cerca de 1.000 novos pontos de venda. 

Nos três primeiros trimestres de 2023, já tivemos crescimento de mais de 100%, chegando a mais de 2.000 PDVs e garantimos a entrada em grandes varejistas do Brasil, como o Pão de Açúcar (mais de 350 lojas), conquistando a aprovação de alguns dos maiores sommeliers de redes varejistas do país.

Para o cliente final, aumentamos nosso portfólio de produtos e fizemos parcerias estratégicas — destaque especial para a Campari, que nos elegeu o espumante ideal para fazer o Aperol Spritz perfeito no Brasil —  e atualmente oferecemos oito opções de vinhos premium para diferentes paladares, além de seguirmos entregando conveniência e praticidade. Neste sentido, também iniciamos a entrada nos principais marketplaces e distribuidores, para que o consumidor tenha acessos aos nossos produtos em diferentes canais.

 

DESTAQUES CAPTABLE

Crescimento
Desde a última captação com a Captable, a Lovin’ triplicou o volume de latas vendidas, além de aumentar o seu faturamento trimestral em 87% dentro do mesmo período. A margem bruta acumulada de 2023 também apresenta evolução, atingindo o patamar de 26%. A Lovin’ ainda projeta atingir o faturamento de R$ 4.5MM em 2023, o que representará um crescimento de 33% em relação a 2022 e de 116% em relação a 2021. A empresa teve também uma expansão significativa no mercado físico, já atingindo mais de 2000 pontos de venda ativos em 2023.

Produto
O portfólio de produtos ofertados da Lovin’ também teve evoluções importantes. A empresa, em uma parceria com a Aperol, lançou a linha de Espumante Brut Spritz que também é vendido no novo Kit Aperol Spritz. Além disso, a startup lançou o Starter Pack 2.0 e o Clube do Rosé.

Empreendedores
A Lovin' conta com nomes relevantes como executivos e sócios: Lucas Aguiar (CEO), ex-Ambev; Keila Barbosa (COO), ex-Safe Park; Catarina Paiva (formada na Lovin'), ex-Sam's Club; e Thais Rocha (CMO), ex-Abril. Além destes, há um board qualificado que também guia os rumos da DNVB, com empreendedores como: Eduardo Glitz (ex-XP, StartSe, Yuool, Warren), André Piccoli (CEO da Safe Park) e Guilherme Mendes (ex-Heineken).

Pitch completo da empresa

1. PROBLEMA

Nunca no Brasil se bebeu tanto vinho. Mas, ainda assim, o consumo não se aproxima dos patamares internacionais. 

Impulsionado pela pandemia, o consumo de vinhos no Brasil bateu recorde em 2021 e 2022, com aumento de 30% em relação a 2019, atingindo 2,82 litros per capita. Ainda assim, o volume não se compara ao consumido em países europeus, como Portugal e  França, onde o consumo per capita chega a 51 e 46 litros respectivamente. O aumento da popularidade da bebida consolida também novas tendências em seu mercado, fortalecendo e favorecendo opções mais descomplicadas, leves e práticas, sem nunca abrir mão da qualidade premium e do estilo. 

Todos os tipos de bebidas têm uma versão em embalagem de lata, com vinhos e espumantes não pode ser diferente.

O brasileiro já está acostumado a consumir diariamente cervejas, drinks prontos, refrigerantes, chás e até água em embalagens na lata. Acreditamos que vinhos e espumantes de qualidade, como a Lovin' têm um papel fundamental na evolução da categoria.

Drinks com espumante tinham uma grande barreira de preparo em casa, devido à quantidade em uma garrafa de 750ml.

Drinks como o Aperol Spritz, 6º drink mais consumido no mundo, têm uma dificuldade grande de preparo em menores quantidades (1 garrafa de espumante prepara o equivalente a 12 drinks). Nós fomos escolhidos pela Campari para ser o espumante em lata oficial para o preparo do Aperol Spritz perfeito.

Identificamos na ocasião de preparo de drinks em casa um grande potencial de explorar uma das nossas vantagens, a dose reduzida, preservando assim a qualidade de todos os drinks que levam vinhos e espumantes

 

2. MODELO DO NEGÓCIO

Como Funciona

Nossa operação comercial é híbrida, com atendimentos B2C e B2B.

B2C ocorre via e-commerce e toda a experiência do cliente fica sob gerenciamento da Lovin’, com a entrega sendo feita via 2 CDs, um na matriz em Cachoeirinha/RS e outro em São Paulo/SP.

No B2B atendemos tanto diretamente o varejista quanto via distribuidores, para revenda em pontos físicos. Oferecendo, dessa forma, conveniência ao cliente. Hoje já estamos presentes em algumas das principais redes do Brasil como: Pão de Açúcar, St. Marché, Zona Sul, Sam’s Club, Mambo, Hortifruti, Natural da Terra, entre outros.

Com o mesmo viés da conveniência, estamos presentes em marketplaces como Amazon, Magalu e Mercado Livre.

No mercado on trade, estamos presentes em estabelecimentos estratégicos e com perfil compatível ao da Lovin’, como o Hard Rock Café, em Gramado, e Cais Embarcadero, em Porto Alegre, Café Cultura em todo o Brasil, lojas Lez a Lez também em todo o Brasil, entre outros. 

Já a operação de produção é terceirizada e realizada por nosso enólogo contratado, que supervisiona e acompanha todas as nossas produções junto às nossos parceiros produtores e envasadores.

 

3. MERCADO

 

MERCADO NACIONAL DE VINHOS E ESPUMANTES

(TAM Total available market) R$ 18 bilhões

Segundo relatórios da Nielsen e Euromonitor, no Brasil em 2021 foi consumido um total de 604 milhões de litros de vinhos e espumantes, o que representa um faturamento superior a R$ 18 bilhões. 

Segundo a Wine Intelligence, que analisa o setor vitivinícola no mundo, o consumo mensal de vinho em território brasileiro chegou a 36% da população adulta - se assemelhando aos números do mercado norte-americano, atingindo mais de 50 milhões de consumidores frequentes.


FATIA DO MERCADO QUE CONSEGUIMOS ATENDER ATUALMENTE

Nós projetamos um crescimento significativo da categoria de vinhos em lata, para isso projetamos para 2026 um share pouco abaixo de 1% para a categoria de vinhos e espumantes em lata, o que representa um SAM próximo a R$150 milhões

Dentro desse cenário o nosso objetivo é sermos líderes de mercado com market share próximo a 20%, ou seja, SOM de R$ 30 milhões até 2027.

 

Concorrentes

  • Vivant: primeiro player nacional; estratégia offline, muita capilaridade; apelo preço, estão dentro da estrutura da Better Drinks, mas o foco deles está em outras marcas, estamos ganhando um mercado relevante deles;

  • ARYA: pertence à DistillRuptive, com modalidade tinto, branco, prosecco brut e rosé, presença maior no RJ

  • SOMM: distribuição foi feita inicialmente pela Ambev, hoje não tem relação. Os rótulos são frisante branco, seco branco e rosé e tinto. 

 

Diferenciais Lovin' Wine

  • Vinhos e espumantes premium com qualidade diferenciada;

  • Branding marcante, com estética clean e elegante — destaca-se na gôndola, tem forte apelo visual e as latas são super instagramáveis.

  • Variedades de sabor, diversos tipos — como rosés, frisantes, brancos, tintos, espumantes e secos — para atender diferentes públicos e paladares, inclusive com um espumante brut clássico, em lata.

Benchmark 

  • BABE: empresa americana, com atuação no mercado desde 2016 e adquirida em 2019 pela Anheuser-Busch InBev. Pautou sua estratégia de venda via e-commerce, com fortíssima presença nas redes sociais. 

 

4. A EMPRESA

Apreciador de vinhos, André Piccoli, um dos nossos sócios fundadores, observou o movimento do mercado em se adaptar ao clima tropical de determinadas regiões — como quando, por exemplo, tradicionais players lançaram suas versões de champagne para serem consumidas com gelo, além da tendência ao consumo de bebidas em latas. 

Identificou-se assim a oportunidade de lançar ao mercado vinhos em lata, frisantes, que combinariam com o clima quente do país. Apresentar o novo modelo, já consolidado internacionalmente, com produto de qualidade singular. Não apenas de envasar um vinho comum, mas propor uma nova experiência de consumo.

Eduardo Glitz, empreendedor com amplo know how no mercado financeiro e varejo, além de fundador de startups, agradou-se com a proposta e também aderiu à iniciativa.

Conhecedor dos processos envolvendo latas, atuando no mercado há mais de dez anos, João Paulo Sattamini entrou na empreitada como sócio e CEO da Lovin’ Wine.

Uniu-se ainda Daniel Skowronsky e Régis Montagna, sócios da Nirin Branding — agência de publicidade, responsável pela criação da identidade visual da marca e posicionamento. 

Para completar a multidisciplinariedade, Rudimar Pascoal, como responsável pela parte contábil e fiscal; e Fernando Kwitko como especialista renomado em vinhos e enologia, também em nosso board.

Em julho de 2020, a Lovin’ Wine foi ao ar com estoque de 15.000 latas. Surpreendentemente toda a quantidade foi esgotada durante seu primeiro mês de atuação, contrariando todos os especialistas do segmento que não acreditavam ser possível lançar um vinho em lata com um posicionamento de preço premium. Nos meses subsequentes, seguiu com fortes ativações nas redes sociais, para que os dois vinhos, branco e rosé, caíssem no gosto do público alvo: jovem, premium, cool, chic e descolado. 

O sucesso fez com que o verão de 2021 viesse embalado com importantes campanhas, como por exemplo, com mixologista renomada, para evidenciar a versatilidade das bebidas. 

Após a inicial validação pelo mercado, a entrada para o varejo físico tornou-se natural. Fizemos nosso primeiro grande teste em 2021, nas lojas premium do St. Marché em São Paulo. Foi um sucesso! Agora em 2023, a Lovin’ expandiu ainda mais o modelo para outros varejistas do segmento, já estando presente no Sam’s Club, Hortifruti, Natural da Terra, Mambo; e mais recentemente na rede Pão de Açúcar, somente nessas redes já são mais de 500 lojas nas principais cidades do Brasil, além de negociações muito avançadas com as principais redes supermercadistas do Brasil. 

Também, compreendendo a necessidade de atender às expectativas dos clientes — cada vez mais exigentes no que se refere à conveniência e tempo —, iniciamos a entrada em marketplaces, como Amazon, Magalu e Mercado Livre.

Em termos de portfólio, em 2021 foram lançados 4 novos SKUs: Rosé Dry em maio; White Dry e Red Wine em setembro; e espumante Brut White em dezembro; em agosto de 2022 lançamos o Brut Rosé; e em janeiro de 2023 a versão exclusiva da lata de Brut White em conjunto com a Campari, para fazer Aperol Spritz perfeito. Para os próximos meses, o objetivo é consolidar as vendas dos produtos atuais, ademais da possibilidade do lançamento de diferentes produtos com apelo de exclusividade e edições limitadas, além de estabelecer colaborações estratégicas com parceiros de perfil compatível ao da Lovin’.

Em 2023, focando em rentabilidade, já crescemos mais de 45% em volume comparado ao mesmo período do ano anterior. Em 2024 nossa meta é vender cerca de 700 mil latas, com mais de 60% de crescimento, para então, em 2025, bater a marca de 1 milhão de latas.

Linha do Tempo

  • Outubro 2019 - idealização do modelo de negócio 

  • Julho 2020 - produção dos primeiros produtos

  • Julho 2020 - lançamento e-commerce 

  • Agosto 2020 - venda total do estoque em seu primeiro mês de operação

  • Novembro - início das ações com grandes influenciadoras e recordes de vendas

  • Janeiro 2021 - campanha de verão com mixologista

  • Fevereiro 2021 - entrada St. Marche, Amazon e Westwing

  • Março 2021 - expansão Sam's Club e novo recorde de vendas on-line

  • Abril 2021 - primeira rodada de captação de investimentos

  • Maio 2021 - lançamento do Rosé Dry

  • Setembro 2021 - lançamento do White Dry e Red One

  • Novembro 2021 - recorde de vendas na Black Friday

  • Dezembro 2021 - lançamento do espumante Brut White e medalha de ouro na  premiação Wine of Brazil Awards para o Lovin’ White Wine. 

  • Fevereiro de 2022 - lançamento do starter pack, com uma latinha de cada Lovin’

  • Março de 2022 - entrada no Hortifruti, Natural da Terra e Mambo. Lançamento do pack frisantes, com 2 latas de White e 2 latas de Rosé Wine. 

  • Agosto de 2022 - lançamento Brut Rosé

  • Janeiro de 2023 - lançamento rótulo com Campari

  • Maio de 2023 - primeiro mês com operação operando no break even

  • Junho de 2023 - entrada no Pão de Açúcar, mais de 350 lojas em todo Brasil.

Resultados 

2021

  • mais de 6.000 usuários cadastrados na base

  • mais de 140.000 latas vendidas

  • crescimento de 149% no faturamento (2º sem.21 x 2º sem.22)

  • 2021: aumento de 134% na base de clientes ativos: de 2.200 para 5.300 clientes

  • aumento de 32% no ticket médio 

2022

  • crescimento de 58% vs 2021

  • mais de 190.000 latas vendidas

  • 3.500 clientes compradores, 2.900 novos clientes

2023:

  • mais de 300.000 latas vendidas

  • crescimento de 96% YTD no Offline

  • operação no break-even no terceiro trimestre

Equipe 

Conselho

João Paulo Sattamini, Eduardo Glitz, André Piccoli, Daniel Skowronsky, Régis Montagna, Rudimar Pascoal e Guilherme Mendes.

Investidores

O Conselho é formado pelos sócios e recebemos aporte de um Club Deal de Maceió.

Estratégias de crescimento 

Com o portfólio mais estruturado —8 diferentes opções de vinhos e espumantes premium — a estratégia de crescimento visa a consolidação de todos os produtos de forma consistente. Desenvolvimento de lançamentos com edições limitadas e colaborações estratégicas são parte do plano para lançar tendências e gerar desejo no público de interesse, mantendo a marca sempre jovem, atualizada e relevante. 

A expansão no mercado físico busca garantir a presença de Lovin’ Wine nos principais varejistas de todo Brasil. Em 2024, o alvo é estar presentes em mais de 5.000 pontos de venda, crescimento total de 150%, com a meta mínima de entrar em:30 redes de 1 (uma) a 50 lojas; 5 (cinco) redes de 51 a 100 lojas; e 2 (duas) redes com mais de 100 lojas.

Também é importante maior inserção no mercado on trade, com entrada em bares e restaurantes premium de perfil compatível com a empresa, além da realização de eventos e degustações em lojas.

Visão 

Acreditamos na democratização do consumo de vinho, na desmistificação de protocolos, e pretendemos fazê-lo com muito amor — com Lovin’. 

O cenário do consumo de vinho no Brasil vem crescendo, confirmando a boa receptividade do público especialmente quando o produto chega moldado aos seus gostos e expectativas, num formato mais prático, sustentável e democrático. 

A Lovin’ entrega qualidade, sofisticação e prazer, através de uma experiência em lata. Pensamos em produtos que se adequem ao gosto do consumidor e em toda a sua experiência para com a marca.

Equipe

Lucas Aguiar

CEO

Teve trajetória na Ambev, com experiência em expansão de negócios, passagem pelas áreas comercial, pricing e novos negócios. Entrou na Lovin em Set/23 como Head Comercial e liderou a reestruturação com foco em rentabilidade e distribuição.

Rudimar Pascoal dos Santos

Conselheiro

Contador e empreendedor. Proprietário de empresa de contabilidade e atua como consultor em gestão empresarial, com experiência em projetos de diversos portes nas diversas áreas de saúde, varejo, combustíveis, franquias, startups, serviços de tecnologia e indústrias. Também atua como Conselheiro Consultivo de empresas familiares do RS, SC, SP e RJ. Membro da Professional Pricing Society, entidade norte-americana que reúne consultores da área de Pricing com atuação global e Associado da Goldratt Consulting, empresa de consultoria de atuação internacional.

Regis Montagna

Conselheiro

Fundador e CCO da agência NIRIN com experiência de 30 anos na liderança criativa de agências independentes como Escala e Paim até grupos globais como JWT, além de fundador do estúdio de design BRUCE. Publicitário de formação e designer de vocação, atendeu clientes como Claro, Coca-Cola, Tramontina, MEC, Grendene, Lojas Colombo, Olympikus, Quinto Andar, Lojas Renner, Iguatemi entre outros. Premiado diversas vezes como Diretor de Criação do Ano pela Associação Riograndense de Propaganda, Publicitário do Ano no Prêmio Colunistas Regional, finalista em Cannes, Clio, GP no FIAP e Wave Festival além de destaques no CCSP.

João Paulo Sattamini

Conselheiro

É fundador e CEO da Brasilbev, empresa de bebidas saudáveis com 10 anos de existência, que produz o Organique, primeiro energético orgânico do mundo produzido com ingredientes brasileiros, exportado para mais de 10 países, incluindo Japão, EUA e Europa. Possui larga experiência em desenvolvimento e lançamento de produtos, empreendedorismo e distribuição nacional e internacional de alimentos e bebidas, atendendo clientes como Grupo Pão de Açúcar, Zaffari, Walmart / Big, Panvel, Tesco (UK) , Alcampo (Espanha), AEON e Mitsubishi (Japão). No início de sua carreira empresarial, ainda aos 18 anos de idade, fundou a editora responsável pela criação e lançamento da revista Imóvel Class e Motor Class, vendida em 2007. Desenvolveu e lançou mais de 15 produtos inovadores no mercado nacional e internacional. Faz parte da comunidade Scale Up Endeavor. Possui MBA em gestão pela universidade Pompeu Fabra, de Barcelona.

Guilherme Mendes

Conselheiro

Formado em Engenharia Civil com MBA em Business e 20 anos de experiência trabalhando em diversas áreas, incluindo Vendas, Trade Marketing, Comunicação e Relações Corporativas em grandes empresas multinacionais como PPG, Heineken, Philip Morris International, AB-InBev. e HSBC. Fluente em inglês, português e espanhol, morou e trabalhou na América Latina, América do Norte, Europa e Ásia, tendo tido a oportunidade de visitar mais de 65 países e seus respectivos mercados; como são feitos negócios em todos os continentes. Liderou por mais de 18 anos diferentes grupos multiétnicos na América Latina, União Européia e Ásia, aprendendo sobre a gestão da diversidade e com bastante experiência em liderança.

Eduardo Glitz

Conselheiro

Founder administrador e especialista em Finanças, apaixonado por varejo e pelo mercado financeiro. Atuou por 7 anos no Wal-Mart e depois foi sócio, diretor e board member da XP por 10 anos. Hoje é sócio e membro do conselho de 9 empresas.

Daniel Skowronsky

Conselheiro

É fundador e CEO da NIRIN Branding, possui experiência de 20 anos em gestão de marcas nos segmentos automotivo, moda, calçadista, financeiro, bebidas, alimentos, tecnologia e imobiliário. Com ampla visão estratégica e criativa, nos seus últimos 15 anos liderou projetos de branding e estratégias de marketing digital para impulsionar a relevância, diferenciação e crescimento das empresas que esteve envolvido. Ao longo da sua carreira, já atendeu a Chevrolet, Converse, Iguatemi, JBL, Nestlé, Casa Valduga, Miolo Wine Group, Lovin Wine, Cyrela, Randon e SEBRAE. Foi presidente da Associação Riograndense de Propaganda e da Associação Brasileira das Agências de Propaganda no RS. Sua formação inclui passagens pela Miami Ad School, Columbia Business School, London Business School, IMD, Insead, Kellogg e EMBA na Berlin School of Creative Leadership.

Andre Piccoli

Conselheiro

É fundador e CEO da SafePark Estacionamentos, maior rede de estacionamentos da região Sul do pais. Com mais de 30 anos de atuação possui mais de 120 locais sob gestão no RS, SC e SP. Foi presidente do SINDEPARK_RS e da ABRAPARK (Associação Brasileira de Estacionamentos). Foi membro do Conselho Diretivo da IPMI - International Parking Institute USA. É co-fundador de outras duas startups: Yuool - Fabricante do primeiro tênis produzido com lã merino e da Zletric - primeira rede de recarga de veículos elétricos do Brasil.

R$ 1.000 de investimento mínimo

As sociedades empresárias de pequeno porte e as ofertas apresentadas nesta plataforma estão automaticamente dispensadas de registro pela Comissão de Valores Mobiliários - CVM. A CVM não analisa previamente as ofertas.

As ofertas realizadas não implicam por parte da CVM a garantia da veracidade das informações prestadas, de adequação à legislação vigente ou julgamento sobre a qualidade da sociedade empresária de pequeno porte. Antes de aceitar uma oferta leia com atenção as informações essenciais da oferta, em especial a seção de alertas sobre riscos.

Oportunidades que também podem te interessar

Selecionamos outras startups com alto potencial de retorno com base no seu segmento de interesse.

Contbank

"O Contbank utiliza contadores e IA para revolucionar o acesso à crédito para micro, pequenas e médias empresas. A fintech é um banco digital que oferece uma experiência única para MPEs, oferecendo crédito a..."

Simple&Co

"Foodtech que aproveita a capacidade já instalada de restaurantes para construir a maior plataforma de marcas virtuais de alimentação da América Latina."

Cowmed

"Já pensou como seria a produção de leite se as vacas falassem? A Cowmed é uma empresa especializada em dar voz às vacas: desenvolveu uma coleira capaz de monitorar em tempo real tudo que elas fazem ao longo..."

Datasales

"A Datasales é uma plataforma SaaS de automação de marketing end-to-end para supermercados, açougues, hortifrutis, farmácias e outros negócios de recorrência."

Retailtech
Zenit

"O Zenit é um app de práticas de saúde integral e mudança de hábitos. A healthtech já ultrapassou os 40 mil assinantes ativos na modalidade de venda direta ao consumidor (B2C) e começa a tracionar o modelo d..."

Healthtech
Ciclo Orgânico

"Maior serviço de coleta de resíduos orgânicos para compostagem por assinatura do Brasil."

Cleantech
Auster

"A Auster é uma agritech especializada em recomendação de fertilizantes nitrogenados, que hoje correspondem a mais da metade de todo o fertilizante produzido no mundo."

Eirene Solutions

"Reduz e controla o uso de agroquímicos dos sistemas de pulverização através do SaveFarm."

Sensix

"A Sensix reduz em até 70% os custos com químicos e fertilizantes e aumenta em 20% a produtividade das lavouras, integrando dados de drones, satélites, amostras de solo, chuva, produtividade e maquinários e ..."

Recicla.Club

"A Recicla.Club é a primeira startup de gestão de resíduos por assinatura do Brasil. Com a solução, empresas podem terceirizar todas as atividades relacionadas a resíduos assinando um único plano. Atende gra..."

Cleantech
InovaPictor

"Automatiza o registro de marcas e patentes de forma acessível e simplificada."

Legaltech
Leigado

"Agtech que desenvolveu um sistema completo de gestão da propriedade para redução de custos e aumento da produtividade da cadeia leiteira."

Capital Empreendedor

"Marketplace de crédito empresarial que nasceu para democratizar o empréstimo para o micro, pequeno e médio empresário."

Serall

"Startup que desenvolveu tecnologia proprietária baseada em nanomateriais para desenvolver polímeros para atender as demandas das indústrias 4.0."

Indústria 4.0
Digital Aligner

"Healthtech DNVB que promove acesso, com custo menor, a tratamentos dentários com alinhadores transparentes, inclusive via assinatura."

Healthtech
Mercado Radar

"Startup de modelo SaaS que faz os vendedores do Mercado Livre venderem mais"

Retailtech
Health ID

"Plataforma de saúde preventiva através de At Home Lab Tests que permite fazer diversos check-ups de saúde com poucas gotas de sangue."

Healthtech
Quadrado Express

"Retailtech que oferece implantação e tecnologia de micromarkets para condomínios."

Retailtech
Hiperdados

"Proptech/construtec SaaS que aumenta a rentabilidade e eficiência de empresas de incorporação imobiliária e construção civil."

Veriza

"Fintech que oferece microcrédito para grupos de microempreendedores de forma 100% digital."

IFriend

"Traveltech que oferece experiências turísticas conectando viajantes e guias turísticos do mundo inteiro."

Travel Tech
Pomartec

"SaaS para fruticultura de precisão, simplificando a gestão de pomares, reduzindo perdas e aumentando a sua produtividade."

Novidade
Vacinas.net

"A Vacinas.net é a solução do problema da vacinação corporativa, conectando empresas que precisam vacinar colaboradores em todo Brasil à maior e mais capilarizada rede de clínicas de vacinação do país. Com c..."

Healthtech/Bem-estar
Novidade
RedCheck

"A RedCheck é uma healthtech que utiliza inteligência artificial para reduzir o tempo de análise, o custo e aumentar a precisão dos diagnósticos oftalmológicos. Através da sua plataforma web, clínicas e hos..."

Healthtech

Dúvidas frequentes

Para viabilizar o seu investimento, será utilizado um contrato de nota conversível em ações. Esse contrato é muito comum no mundo empresarial e amplamente reconhecido juridicamente.
O investimento em participação em empresas sempre envolve risco, seja nas iniciantes, nas escaláveis ou até mesmo nos grandes negócios que já estão na bolsa de valores. Por outro lado, podem ser muito rentáveis. Dessa maneira, é necessário mensurar corretamente o risco e entender de forma clara quais as variáveis que impactam o seu investimento. Seu investimento pode resultar em uma das seis possibilidades a seguir: 1. Você decide vender sua participação no Captable Marketplace. 2. A empresa da qual você é investidor é comprada por outra antes de completar 5 anos da data do seu investimento. Nesta situação, você receberá a sua parte, proporcional ao percentual investido. 3. Sua empresa recebe um novo aporte e você poderá ser diluído. Lembrando que isso é bastante comum no mundo das startups, e não deve ser considerado algo negativo, pois por mais que você seja diluído, o fato de receber um novo aporte provavelmente aumentará o valor da empresa e, consequentemente, sua participação. Nessa situação, é bastante provável (a serem preenchidos alguns pré-requisitos estabelecidos no material da oferta), que a empresa seja transformada em uma S/A, e sua nota será convertida em ações. Assim, você passará a receber dividendos e a usufruir da valorização do negócio. 4. Após o prazo de 5 anos obrigatoriamente a empresa se transforma em S/A. Sua nota será convertida em ações e você passará a receber dividendos e a usufruir da valorização do negócio. 5. Você opta por receber seu investimento corrigido por um percentual pré-definido do CDI (percentual informado no material da oferta). 6. Empresa quebra e seu investimento se perde. Investir em empresas escaláveis é arriscado, e esse cenário deve ser considerado. Entretanto, utilizamos de vários artifícios para mitigar a chance de isso ocorrer.
Como forma de aumentar as chances de que os negócios nos quais você vai investir sejam bem sucedidos, somente aceitamos empresas que já tenham superado o MVP (Minimum Viable Product ou Produto Mínimo Viável) ou seja, empresas que já modelaram e validaram o seu produto/serviço no mercado e atestaram a existência de demanda, já possuindo uma base clientes. Em outras palavras, são aceitas apenas empresas cujo produto ou serviço é comprovadamente desejado pelo mercado, e que necessitam de capital para investir nas novas etapas do desenvolvimento do negócio. Depois de superar esta primeira etapa, é fundamental que ela seja aprovada por um de nossos escritórios de contabilidade parceiros. Desta forma, garantimos que a contabilidade da empresa está correta e que os dados apresentados são verdadeiros. Além disso, ajudará a validar e garantir que a prestação de contas pós-captação seja sempre atualizada. A partir dessas etapas, poderemos medir o potencial do negócio, bem como trazer mais segurança para o investidor. Somente após superar esse processo de avaliação a empresa poderá participar da Captable e arrecadar recursos junto aos nossos usuários. Além disso, este processo gerará um laudo de avaliação sobre a contabilidade da empresa este estará disponível publicamente na página de captação.
Através da Captable, você tem acesso a empresas previamente selecionadas, com potencial de crescimento e valorização já testados pelos nossos parceiros. Você tem a possibilidade de obter alto retorno através do investimento em títulos conversíveis em participação das companhias. Na Captable, os valores mínimos de investimento são menores do que em outras modalidades de investimento em startups. Assim, não é necessário possuir alto patrimônio para obter uma participação. Além disso, você ganha a possibilidade de dividir o seu capital disponível para investimento entre várias empresas, fomentar diferentes negócios e mitigar o seu risco através da diversificação. Por fim, você acompanha indicadores de performance dos seus negócios em um dashboard único, o que facilita o monitoramento das suas empresas e a gestão do seu portfólio de participações.
É uma das possibilidades. Das 5 opções de resultado do seu investimento, em duas delas você se torna sócio de uma empresa S/A: Após o prazo de 5 anos obrigatoriamente a empresa se transforma em S/A. Você converterá a sua nota em ações e passará a receber dividendos e a usufruir da valorização do negócio. Sua empresa recebe um novo aporte e você poderá ser diluído. Lembrando que isso é bastante comum no mundo das startups, e não pode ser considerado algo negativo, pois por mais que você seja diluído, o fato de receber um novo aporte provavelmente estará aumentando o valor da empresa e, consequentemente, apreciando a sua participação. Nesta situação, é bastante provável (a serem preenchidos alguns pré-requisitos estabelecidos no material da oferta), que a empresa seja transformada em uma S/A, e você converterá sua nota em ações. Assim, você passará a receber dividendos e a usufruir da valorização do negócio.
Por motivos de segurança do investimento, a conta bancária responsável pela custódia dos valores durante o período de captação não é operada nem pela Captable e nem pela startup em captação, e sim por uma instituição de pagamentos, a qual atua como um agente independente neste processo. Por conta disso, as confirmações de recebimento dos valores estão sujeitas aos relatórios enviados pela instituição de pagamentos, o que ocorre periodicamente. Dessa forma, consideramos o prazo de 2 dias úteis para aprovar o seu depósito. Se a sua transferência ainda está dentro deste período, por favor aguarde.
Não. O risco do investimento limita-se ao capital investido. Num primeiro momento, você é um credor da startup, não tendo responsabilidade sobre eventuais dívidas da empresa. Você somente se tornará sócio da empresa quando esta virar uma S/A, fato que protege o investidor, já que o máximo que será requerido do investidor será o valor de sua participação na empresa (o mesmo que ocorre em investimentos na Bolsa de Valores).
Sim, todo o processo de investimento é on-line. São apenas 4 passos para concluir a sua reserva. Depois, basta você realizar um PIX/TED/DOC de uma conta de sua titularidade, no valor reservado. Após isso, esperar até dois dias úteis para que o seu depósito seja validado. Por último, depois de concluída a captação você receberá em seu e-mail a orientação para assinatura do contrato de investimento, que será online também. O contrato ficará disponível após assinatura no nosso painel do investidor que também é onde ocorre o acompanhamento da startup, com alguns indicadores que serão atualizados mensalmente e outros semestralmente.
Não, você não terá que se envolver. Você é apenas um investidor e receberá as informações do que está acontecendo via painel do investidor.
Caso a startup atinja ⅔ da meta, a captação já será considerada bem sucedida e, mesmo que a startup não atinja a íntegra da meta de captação, ao final da captação os títulos de investimento serão emitidos e o valor será repassado para a startup. Caso a captação chegue à sua data limite com menos de ⅔ captados, ela não será considerada bem-sucedida, e a Captable devolverá o dinheiro dos investidores que já tiverem feito os aportes. Neste caso, o prazo para devolução dos recursos é de 5 dias após o término da captação.